Saiba como reduzir custos com o gerenciamento de estoque

Saiba como reduzir custos com o gerenciamento de estoque

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

Reduzir custos é, hoje, uma das metas mais recorrentes em boa parte dos departamentos da maioria das empresas. Uma das formas mais eficientes de conseguir isso em uma organização é por meio de um gerenciamento de estoque inteligente — basta lembrar que essa atividade tem grande impacto nos custos operacionais.

Quando essa atividade é feita da forma adequada, ajuda a manter as finanças da empresa em níveis realmente saudáveis. E o melhor: sem comprometer os fluxos de produção. Quer saber como fazer isso no seu empreendimento? Continue com a gente!

Como reduzir custos com gerenciamento de estoque

Algumas ações são essenciais para que o gerenciamento de estoque possa, de fato, oferecer um diferencial para a companhia. Quer conhecer algumas delas? Então acompanhe!

Controlar a entrada e a saída das mercadorias em tempo real

Controlar o que entra e sai do estoque da empresa em tempo real garante que se tenham informações precisas sobre como ele é mantido. Isso é crucial, especialmente quando o fluxo de mercadorias é muito grande. É preciso lembrar, então, de lançar os produtos que entram ou saem no momento em que a ação ocorre.

Usar a curva ABC

A curva ABC é um método que evita que a empresa compre itens que ainda estão em estoque, de forma a impedir gastos desnecessários. No processo de gerenciamento de estoques, é fundamental usá-la para que não sejam feitas compras quando não houver necessidade.

Adotar a técnica Primeiro que Entra, Primeiro que Sai (PEPS)

A PEPS garante que os produtos sigam uma ordem cronológica no estoque: os que entraram antes devem sair primeiro. Com essa estratégia, evita-se que itens percam a validade sem nem sequer terem sido colocados à venda — previnem-se, assim, prejuízos para a organização.

Fazer contagens periódicas de mercadoria

O excesso de estoque, com muitas mercadorias armazenadas à espera de um aumento inesperado e grandioso na procura, não é uma estratégia muito eficiente — afinal, traz custos indesejados. Fazer contagens completas periodicamente ajuda a organização a manter níveis adequados de itens armazenados.

Planejar o leiaute do armazém

A organização do armazém deve ser pensada de acordo com o volume de saída dos materiais. A ideia é que a separação de pedidos possa ser feita de forma a garantir maior produtividade e eficiência. Assim:

  • itens com mais saída devem ser colocados mais próximos da área de expedição e posicionados a uma altura média, que facilite o processo de separação;
  • produtos com pouca procura podem, por sua vez, ficar mais afastados e serem situados em posições mais elevadas.

As dimensões e a organização desse espaço podem ser mais complexas, a depender da necessidade, mas sempre devem buscar assegurar a eficiência nos processos. Então, para cada caso, é importante estudar qual a melhor disposição e quais seções devem estar incluídas no projeto.

Esses passos são essenciais para obter um gerenciamento de estoque eficaz e preciso que ajude a reduzir os excessos enquanto usa os recursos da companhia de forma racional. Como você tem feito isso na sua organização?

Gostou deste conteúdo? Que tal, então, compartilhá-lo nas suas redes sociais para que outros interessados possam ter acesso a ele?

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *