Como escolher uma boa resistência elétrica para tanque de cerveja?

Como escolher uma boa resistência elétrica para tanque de cerveja?

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

Como escolher uma boa resistência elétrica para tanque de cerveja?

No processo de fabricação da cerveja, inclusive a artesanal (ou caseira), é necessário utilizar água quente em abundância, especialmente para a tina de mistura (onde ocorre a fermentação) e para a lavagem do bagaço. Para garantir os melhores resultados de tais etapas, é fundamental escolher as resistências para tanque de cerveja mais adequadas.

A resistência elétrica é um equipamento capaz de transferir calor, aquecendo assim a água necessária para o processo. Existem diferentes tipos de resistência, que são utilizados em aparelhos com finalidades distintas. Na produção de cerveja, ela faz toda a diferença para que a etapa de fermentação seja bem-sucedida.

Assim, para essa finalidade, a resistência mais indicada, e que garante o melhor custo-benefício, é a do tipo tubular de imersão. Quer saber mais detalhes? Então, continue a leitura de nosso artigo e descubra como comprar o modelo correto para a sua necessidade!

Qual a função da resistência elétrica na fabricação da cerveja?

Como explicamos, para o processo de fabricação da cerveja, é preciso utilizar uma grande quantidade de água quente. Normalmente, é necessário um tanque de aço inoxidável, dotado de resistência elétrica e de um equipamento controlador de temperatura. Essa solução é utilizada especialmente em microcervejarias ou em produções artesanais.

O dimensionamento do tanque e da resistência dependerão da quantidade de cerveja a ser produzida. Um processo de brassagem (mistura de malte e água sob ação do calor) convencional leva cerca de sete horas. Então, é fundamental definir qual a quantidade a ser produzida de cada vez, para escolher os equipamentos adequados.

Isso vale para a dimensão do tanque e também para as características da resistência elétrica a ser utilizada. Para entender melhor, é preciso conhecer o funcionamento dos diferentes tipos de resistência utilizados para processos de imersão. Em primeiro lugar, vale saber que existem resistências de alta e baixa densidade.

Densidade é um termo que expressa a relação potência (em watts) comparada à área de contato. Quando uma determinada potência está em uma área de contato muito pequena, sua densidade é maior. Já as resistências de baixa densidade, ainda que com a mesma potência, em uma área maior, conseguem transferir o calor, dissipando o aquecimento em toda a superfície.

Assim, no caso da fabricação de cerveja, o ideal é usar uma resistência elétrica de baixa densidade, pois, caso contrário, o risco é de que o mosto (mistura a ser fermentada) queime rapidamente, o que compromete a qualidade do produto final.

Vale destacar que o aquecimento é indispensável para a fabricação de cerveja. O uso de resistência elétrica torna o processo mais rápido do que a opção por aquecimento a gás, por exemplo. Além disso, o controle de temperatura é mais preciso, o que garante maior qualidade ao produto final.

Outro detalhe é que, como a produção é bastante demorada, o gasto de gás pode ser muito grande — e, se você está em uma região sem disponibilidade do produto encanado, ainda corre o risco de o gás de botijão acabar antes do final do processo!

Afinal, como escolher resistências elétricas para tanques de cerveja?

Além da questão da densidade, outros detalhes também fazem muita diferença na escolha da resistência elétrica. A possibilidade de uso de um termostato, por exemplo, facilita o controle da temperatura e aumenta a eficiência da produção. 

Para o uso em tanques — inclusive os de cerveja  — o tipo de resistência mais adequado é o tubular. Existem modelos diferentes, tais como:

  • tubular aletado, que é formado por pequenas placas inseridas ao longo da resistência. Esse produto é mais utilizado em estufas e aquecedores, entre outros; 
  • tubular para imersão, formada por tubos metálicos que aquecem água, óleos industriais e alimentícios.

Além desses, existe também um modelo de resistência tubular para imersão que aquece a água em saunas ou piscinas. O produto é similar ao usado para outras finalidades, mas tem maior quantidade de tubos.

A resistência para tanques é fabricada em tubo inox, o que permite atingir temperatura de até 600º C. De acordo com a necessidade, a resistência pode apresentar blindagens distintas, adequadas ao tipo e finalidade de uso — para líquidos diversos ou óleos, por exemplo.

Para escolher o modelo mais indicado à sua finalidade, é preciso dimensionar a demanda necessária (quantos litros você deseja produzir em uma determinada quantidade de tempo) e o tamanho do tanque. 

Esse é um cuidado importante, uma vez que, como explicamos acima, a densidade depende da superfície de contato. Assim, o diâmetro da resistência deve ser definido de acordo com essa área.

As resistências de imersão podem ser monofásicas, bifásicas ou trifásicas, fabricadas em cobre ou aço inox, com diâmetros entre 6,5 e 11,5 mm. Sua função é aquecer o líquido do tanque. Podem ser utilizadas em soluções alcalinas ou ácidas, em água ou em óleos.

Assim, para garantir que a sua fabricação cervejeira seja eficiente, com qualidade e menor custo, é fundamental escolher os equipamentos corretos, desde o tanque adequadamente dimensionado à demanda de produção, até a resistência correta para que o processo seja seguro.

Onde encontrar resistências elétricas de qualidade?

A resistência elétrica de imersão precisa ser de excelente qualidade, tanto para garantir a sua eficiência quanto a sua vida útil. Afinal, algumas resistências podem sofrer deterioração em contato com líquidos corrosivos.

Esse não é o caso da fabricação da cerveja. No entanto, o uso intensivo durante longos períodos de tempo pode prejudicar o funcionamento da resistência.

Para evitar problemas e perda de qualidade, decorrentes do mau funcionamento da resistência, a melhor solução é adquirir o produto de fornecedores confiáveis, que ofereçam uma boa relação custo-benefício, garantia e alta eficiência.

A resistência elétrica de imersão, o modelo mais utilizado para a produção de cerveja, precisa ser fabricada em material de boa qualidade, além de contar com um sistema de blindagem, que garante a sua eficiência em contato direto com os líquidos nos quais venha a ser imersa. 

Agora que você já entendeu melhor as características e necessidades das resistências para tanque de cerveja, lembre-se de que é fundamental ter atenção à qualidade do equipamento e, também, à confiabilidade do fornecedor. Vale a pena pesquisar as melhores marcas do mercado, questionar quais são as suas garantias e verificar a credibilidade de seus produtos e serviços.

Você tem interesse em produzir cerveja de forma artesanal? Então, entre em contato conosco e descubra como fazer isso com eficiência, qualidade e o melhor custo-benefício!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *