Segurança elétrica: entenda 3 vantagens e como aplicar no seu negócio

Segurança elétrica: entenda 3 vantagens e como aplicar no seu negócio

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

A eletricidade se tornou parte de nossas vidas, seja no dia a dia do trabalho, em casa ou, até mesmo, no translado entre esses dois ambientes. Por ser uma situação corriqueira, muitas vezes nem notamos que manuseamos eletricidade e não nos damos conta do perigo que talvez corremos, caso os princípios da segurança elétrica sejam ignorados.

O uso da energia requer que o consumidor tenha algumas precauções devido ao risco que a eletricidade representa. As regras de segurança ditam que as pessoas precisam ser informadas sobre os riscos aos quais estão expostas e que devem conhecer seus efeitos e as medidas a serem aplicadas para que o ambiente se mantenha seguro. 

Neste post abordaremos o significado de segurança em eletricidade e passaremos algumas dicas para que você possa ficar longe de acidentes causados pela energia elétrica, mesmo que o seu trabalho não envolva a área elétrica. Ficou interessado pelo assunto? Então, continue a leitura!

Por que cuidar da segurança elétrica?

A segurança em eletricidade requer cuidados e atenção a algumas regras regulamentadoras. Por esse motivo, para nossa segurança, não podemos ignorar a principal norma brasileira criada: a NBR 5410, da ABNT (Associação Brasileira de normas técnicas) .

A NBR 5410 é a norma regulamentadora que fala sobre as condições de segurança em instalações com tensão até 1000 volts em corrente alternada e até 1500 volts em corrente contínua. Esse documento é considerado uma norma de regulamentação para instalações de baixa tensão.

Quem lida com eletricidade está sujeito a riscos comuns. No entanto, algumas falhas colocam a saúde e o ambiente físico em risco. Por isso, a adoção de medidas de segurança elétrica traz algumas vantagens.

1. Previne choque elétrico

Apesar de parecer simples, um choque pode gerar queimaduras, levar a uma parada cardíaca ou, até mesmo, à morte, dependendo da intensidade de corrente elétrica e do tempo de exposição.

Nosso corpo é um condutor conectado ao solo, portanto, ao entrarmos em contato com uma corrente elétrica, ela se dirige à terra utilizando o nosso corpo. Esse percurso é o que dá origem ao choque elétrico.

2. Evita arco elétrico

Arco elétrico ou arco voltaico é uma ruptura dielétrica que produz uma descarga elétrica. Podemos dar como exemplo o raio ou relâmpago, que é um arco elétrico de grandes proporções em que a ruptura ocorre por cargas elétricas entre nuvens ou entre as nuvens e a terra.

Apesar de o ar ser um isolante, pode haver uma transmissão de corrente devido à conexão e desconexão de equipamentos elétricos ou em caso de curtos-circuitos. Agora pense: se ele consegue romper a isolação do ar, imagine quão nocivo ele pode ser!

O arco voltaico pode gerar um calor que afeta a pele humana gerando queimaduras ou, até mesmo, provocar um incêndio em instalações elétricas.

3. Impede queimaduras

Como vimos, a corrente elétrica pode ocasionar queimaduras, porém, não apenas o contato com a corrente é capaz disso. O contato com elementos condutores de eletricidade também pode ser agente causador de queimaduras.

O problema das queimaduras provocadas por eletricidade é que muitas vezes a lesão externa não representa o dano causado pela lesão interna. Quase sempre queimaduras ocasionadas por eletricidade são mais danosas do que as causadas pelo fogo.

4. Proteção contra quedas ou falta de tensão

Também conhecida como subtensão, este problema apesar de ocorrer em breves instantes de tempo pode causar sérios danos a uma parte da rede elétrica, a equipamentos ou a bens domésticos.

Atenção! Esta situação não pode ser confundida com a diminuição de tensão ocasionada pela impedância dos elementos da instalação. Estamos lidando, nesse caso, com a falta de qualidade de energia nas instalações elétricas. Tal situação gera uma diminuição de tensão ou a sua falta total.

E como isso pode afetar os equipamentos ou as instalações? Um declínio de tensão pode, por exemplo, puxar a energia que um motor necessita para funcionar e causar diversos danos como: panes inesperadas, perda de matéria-prima, comprometimento de outras fases da produção, dentre outros.

Geralmente as subtensões são causadas pelos requisitos energéticos de inicialização de alguns equipamentos como: elevadores, motores, ar condicionados, compressores e outros.

5. Segurança contra picos de tensão

O aumento de tensão instantâneo, geralmente motivado por descargas elétricas próximas a instalação, causado de forma natural por meio de um raio ou por ocasião de retorno repentino de energia após uma interrupção, podem causar sérios danos.

O pico de eletricidade pode penetrar em componentes eletrônicos e danificar ou arruinar o sistema interno de um equipamento. Um aterramento bem feito pode proteger sua instalação elétrica desse problema.

6. Defesa contra surtos elétricos

Mais uma situação que pode ser mitigada realizando um aterramento adequado na sua rede elétrica.

Os surtos são distúrbios que resultam em breves e agudas elevações de tensão. Além dos raios, os apagões, a repetição de chaveamentos (ligar/desligar) e as descargas eletrostáticas podem ser causadores desse problema. Os surtos também são conhecidos como distúrbios de sobretensão.

Como trabalhar com segurança elétrica?

Você já percebeu o quanto é importante adotar medidas de segurança elétrica, não é? Agora, entenda como fazer isso em sua empresa.

Utilize EPIs adequados

Os equipamentos de proteção individual (EPI) devem ser escolhidos de acordo com a tarefa a ser realizada, e não de uma forma padronizada. Alguns tipos de EPIs são:

  • óculos de segurança;
  • protetores auriculares;
  • capacetes;
  • roupas e calçados especiais.

Utilize as ferramentas corretas

A eletricidade pode ser bastante perigosa, e na hora de manuseá-la, siga corretamente as instruções. Uma improvisação pode custar a vida de algum colaborador. Portanto, utilize as ferramentas corretas para cada serviço ou ambiente.

Capacite a equipe

As normas regulamentadoras não foram criadas sem finalidade. Mantenha-se atento a todas as atualizações da NR10 e outras demais normas importantes, e esteja preparado para eventuais problemas.

A segurança elétrica é muito importante, e pequenos cuidados podem tornar o seu local de trabalho muito mais seguro. Não subjugue esses cuidados. Manter-se informado e entender a periculosidade dos riscos aos quais você e sua equipe estão expostos são importantes ferramentas para evitar acidentes.

Conseguiu entender mais sobre segurança elétrica? Para receber mais conteúdos como este, assine nossa newsletter mantenha-se atualizado!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *