Conheça os tipos de ligações trifásicas e as diferenças entre eles

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

Você sabe o que é ligação trifásica? Ela é utilizada em indústrias e para o fornecimento de energia em regiões urbanas, formada pela ligação de quatro fios, sendo três fases e um neutro.

Neste texto, você entenderá melhor o que são e os tipos de ligação trifásica, como eles funcionam e de que modo utilizar cada uma delas. Vamos lá?

O que são as ligações trifásicas?

Como comentamos na introdução deste texto, as ligações trifásicas são formadas por quatro fios, característica que as difere das monofásicas e bifásicas. A sua tensão elétrica pode ser bivolt, e a potência máxima pode chegar a 75.000 Watts.

As ligações trifásicas oferecem muitos benefícios, como menos riscos de quedas de energia, muito comuns quando diversos equipamentos estão ligados ao mesmo tempo. Além disso, a sua potência total nunca ficará nula, permitindo que os equipamentos da indústria continuem trabalhando sempre que necessário, mantendo, assim, a produção contínua.

Motores trifásicos são menores que os monofásicos e bifásicos de mesma potência. Por isso, você também terá economia de espaço. Ainda outro benefício dos sistemas trifásicos é que eles são mais baratos de serem feitos, já que necessitam de pouco cobre e alumínio para sua montagem. E conseguem oferecer a mesma potência de um sistema monofásico.

As diferenças entre os sistemas monofásicos, bifásicos e trifásicos

A principal diferença entre esses sistemas é o número de condutores que cada um utiliza. Enquanto o monofásico precisa de apenas de um, o bifásico é feito com dois, e o trifásico, com três. Além disso, a tensão de linha e potência que cada um pode alcançar também varia, sendo o monofásico o que fornece a menor força, e o trifásico, a maior. Por isso, é importante saber os locais corretos em que cada um deve ser instalado, para que não se tenha excesso ou falta de potência.

Imagine que você ligou um equipamento de 127V em uma tomada de 220V. Se ele foi criado para suportar uma carga mínima, não suportará tamanha potência, resultando na sua queima ou, em casos mais graves, em explosões.

Ao mesmo tempo, ligar um equipamento de 220V em em uma tomada de 127V fará com que o equipamento não funcione ou atue em uma potência menor do que a indicada, o que também não é nada benéfico. Por isso, caso perceba que a sua empresa ou residência esteja com sistemas de energia que não atendem às necessidades do local, faça a troca da ligação para a mais adequada. Essa atitude trará benefícios e economia.

Quais são as diferenças entre os tipos de ligação trifásica?

Agora que você conheceu um pouco mais sobre os sistema de ligação trifásica, está na hora de conferir quais são os tipos existentes e as principais características de cada um deles. Acompanhe!

Ligação trifásica estrela

A ligação estrela ocorre quando um fio (muitas vezes, o neutro) de cada sistema monofásico é conectado a um ponto comum aos três. Assim, eles passam a ter uma forma semelhante a uma estrela. Para criar uma ligação estrela, é preciso fazer um círculo de potência com três contadores, tendo um fusível de proteção para cada fase. Também é necessário um disjuntor de proteção que seja compatível com a carga que será gerada.

Ela é considerada uma das partidas de motores mais utilizadas, principalmente, por ter um custo baixo e um bom desempenho em diferentes aplicações. Também é possível encontrar sua versão com reversão. Indústrias que necessitam de um trabalho rápido e potente das suas máquinas são um exemplo de onde a ligação trifásica estrela pode ser aplicada. Assim, na hora da partida, os equipamentos terão uma carga plena e poderão atuar de maneira máxima.

Ligação trifásica triângulo

Também chamada de ligação delta, ela é formada pela ligação de cada um dos condutores de fase da fonte aos vértices do triângulo formados pela carga elétrica. Tem sua forma final parecida com a de um triângulo equilátero. Neste tipo de condução, o condutor neutro é desligado. Além disso, o motor recebe uma tensão menor (220/380V). Sua principal função é reduzir o valor da sua corrente de pico no momento da partida.

Ela é uma das partidas indiretas mais usadas, já que é mais suave, além de também ter um baixo custo e reduzir em 33% da corrente nominal utilizada. Carros mais potentes poderão utilizar ligações trifásicas triangulares, pois o motor precisa ser ligado de maneira mais suave. Então, acelerado para a sua potência máxima, fornece melhor conforto ao motorista e menos riscos de acidentes.

Como utilizar cada uma das ligações trifásicas?

Por fim, qual o melhor momento para utilizar cada uma dessas ligações? Elas contam com características distintas e benefícios que podem auxiliar diferentes situações e motores elétricos.

As ligações estrela são utilizadas quando a curva do conjugado do motor acaba sendo suficientemente elevada. A corrente de partida precisa estar entre 25% a 35% da corrente de partida triângulo. Além disso, ela também se mostra útil quando é necessário dar frequentes partidas no motor em um curto espaço de tempo. Isso porque ela é mais robusta e consegue oferecer mais rapidez e potência, necessárias em motores desse tipo.

Já as triângulo são utilizadas em motores que necessitam de uma ligação indireta e mais suave. Além disso, ela só deve ser feita quando o motor conseguir atingir 90% da sua rotação nominal. Caso o contrário, o motor receberá um pico de força muito alto durante a sua partida, o que pode gerar problemas.

As ligações trifásicas são mais recomendadas para casas ou empresas que utilizam um alto nível de energia. Por isso, indústrias que precisam de diversas máquinas potentes funcionando ao mesmo tempo, ou prédios residenciais, devem ter esse tipo de ligação.

Então, conseguiu entender o que são os tipos de ligação trifásica, a utilidade e os benefícios de cada um deles? Assim, você poderá escolher melhor o modelo que será utilizado nas suas instalações, levando em conta as características de utilização.

Gostou do texto? Siga-nos no Facebook, LinkedIn e Instagram e acompanhe os conteúdos exclusivos que publicamos por lá!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *