Física e Resistência Elétrica: 4 conceitos que você precisa conhecer

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

A física é uma disciplina considerada complexa com a existência de diversas fórmulas e cálculos pode parecer um obstáculo à primeira vista, uma vez que envolve o estudo de teorias bem técnicas.

Nesse sentido, é importante entender a teoria envolvendo a física e resistência elétrica para tomar decisões com conhecimento de causa dentro da empresa. Ao entender esses conceitos ficará mais fácil compreender o assunto e mostrar mais competência no trabalho.

Quer tomar melhores decisões e melhorar o seu desempenho dentro da empresa? Neste artigo, vamos apresentar os conceitos da física relacionados com a resistência elétrica. Acompanhe a leitura e confira todos os detalhes!

1.  Efeito Joule

Toda matéria é formada por moléculas. Assim, quando uma corrente elétrica passa por elas, há uma colisão contínua de elétrons com os átomos do condutor. Com isso, eles ficam mais agitados, aumentam a temperatura e acabam fazendo com que o condutor libere mais energia em forma de calor. Isso significa que há a conversão da corrente energia elétrica em energia térmica

Desse modo, a potência total do sistema é reduzida. Sendo assim, o aquecimento do resistor por passagem de uma corrente recebe o nome de Efeito Joule, ou seja, é o fenômeno que consiste quando uma corrente elétrica agita os átomos de seu condutor fazendo com que essas partículas liberem uma quantidade maior de calor.

A Lei de Joule possibilita o cálculo da quantidade de calor que é dissipada pelo condutor e que passa por meio da corrente elétrica. Nesse sentido, a quantidade de calor dissipado é diretamente proporcional ao quadrado da corrente elétrica ao quadrado e multiplicado pela resistência elétrica e o período com que a corrente levou para percorrer o corpo.

Confira a fórmula:

Q=i ²Rt

As siglas se referem a:

  • Q: calor (em Joule ou cal);
  • I: corrente elétrica (A);
  • R: resistência elétrica (Ω);
  • T: tempo (em segundos).

2.  Primeira Lei de Ohm

A Lei traz o conceito de resistência elétrica e faz a correlação com mais dois elementos da física, a tensão e a corrente. Isso significa que a razão entre a tensão e a corrente elétrica apresenta uma medida igual à da resistência elétrica. Assim, quando a resistência elétrica de um resistor constante em um circuito, a diferença de potencial entre os terminais será diretamente proporcional à quantidade da corrente que corre por ali.

A fórmula matemática da Lei de Ohm é uma das mais prestigiadas quando o assunto é eletricidade. A equação é representada pela seguinte representação: V = R x I, em que:

  • V = tensão elétrica (volts);
  • R = resistência elétrica (Ohms “Ω”);
  • I = intensidade de corrente elétrica (ampere “A”).

3.  Potência elétrica

A potência elétrica é uma grandeza da Física que mensura o trabalho que é realizado em uma determinada unidade de tempo. Sendo assim, ela determina a quantidade de energia elétrica que foi convertida em outro tipo de energia durante um certo período.

Desse modo, é possível afirmar que a potência é a medida que indica o quão “forte” um equipamento elétrico ou eletrodoméstico pode ser, comparado com outros modelos. Essa informação costuma vir na caixa dos produtos, geralmente indicada com a sigla volts ou watts. Essa medida é útil também para saber como fazer a instalação e decidir pelo uso do cabo e o disjuntor de proteção.

Trata-se assim do processo de conversão de energia elétrica em outro tipo de energia. Assim, por exemplo, se estivermos nos referindo a um chuveiro, quanto maior for o valor da potência elétrica, maior será a quantidade de calor que ele terá que gerar para conseguir aquecer a água.

A potência elétrica é representada por meio da fórmula: P = U x i, em que:

  • P = potência elétrica “watts”;
  • U = diferença de potencial;
  • i = corrente elétrica.

4.  Resistores

O resistor é a peça elétrica passiva que fica por limitar o fluxo da corrente elétrica que flui por um circuito elétrico. Assim, ao se criar uma resistência a esse fluxo de corrente, a mesma corrente vai ser reduzida. É essa a função do resistor: ele transforma a energia elétrica em térmica, fazendo somente o efeito Joule.

Os resistores dificultam a passagem da corrente. Nesse sentido, quanto maior for a quantidade de resistência elétrica do resistor, menor será a corrente que vai passar pelo circuito. Deu para perceber que se trata de grandezas inversamente proporcionais, não é mesmo?

Sendo assim, é certo afirmar que o resistor apresenta um nível de resistência muito maior do que os cabos do circuito elétrico, fato que enseja a redução da corrente elétrica que corre por ele. Com isso, ele promove a queda de tensão.

Como vimos, a Lei de Ohm trata exatamente da relação existente entre a tensão, corrente elétrica e resistência elétrica — a medida da resistência elétrica é igual à tensão dividida pela corrente.

Desse modo, a resistência elétrica é representada pela fórmula: R = V/I, sendo que:

  • V = tensão elétrica, medida em volts;
  • R = resistência elétrica medida em Ohms “Ω”;
  • I = corrente elétrica, medida em ampere “A”.

É importante deixar claro que os resistores elétricos não contêm polaridade, ou seja, eles não exibem um lado positivo e outro negativo. Assim, não há uma área de polaridade previamente determinada que serve para ligar o resistor no circuito. Desse modo, é possível fazer a inversão do resistor sem que isso traga mudanças na resistência elétrica.

É importante conhecer os conceitos mais aprofundados envolvendo a física e resistência elétrica, principalmente se você trabalha em uma empresa que lida com esses temas, como grandes indústrias. Afinal, adquirir conhecimento nunca é demais. Assim, você estará mais preparado para lidar com as situações do dia a dia e passará mais autoridade e credibilidade no trabalho.

Antes de fazer a aquisição de resistência elétrica, é essencial pesquisar por referências e avaliações anteriores a respeito da empresa fornecedora. Afinal, todo cuidado é necessário para evitar prejuízos.

Quer saber como fazer um bom negócio? Então, clique no link e descubra como escolher um bom fornecedor de resistências elétricas!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *