Lei de OHMS e sua aplicação na fabricação de resistências

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

Você sabe o que é a lei de OHMS? Ela é um conceito que afirma que a resistência elétrica é encontrada por meio da razão entre o potencial elétrico e a rede elétrica. Esse é um termo muito importante, porque ele nos permite fazer cálculos e encontrar dados, como tensão resistência elétrica e corrente.

Neste texto, você entenderá melhor sobre a resistência elétrica, como utilizá-la na indústria, bem como quais são os seus modos de propagação de calor. Dessa maneira, você se tornará um profissional mais apto na área e poderá encontrar informações que serão muito relevantes para a sua atividade.

O que é resistência elétrica?

A resistência elétrica é a capacidade do corpo de conseguir se opor à corrente elétrica, sendo ligada ao choque de átomos e elétrons livres dentro dos seus condutores. Sua unidade de medida é o Ohm. A resistência elétrica pode sofrer variações, de acordo com largura, comprimento e da natureza do material condutor em questão.

Ela acontece da seguinte maneira: quando um condutor de eletricidade sofre uma diferença de potencial, ele acaba sendo percorrido por uma corrente elétrica, que é formada pelo movimento dos elétrons livres. Porém, ao estarem em movimento, eles começam a colidir entre si e com os átomos. Quanto mais colisões, mais difícil fica para a corrente elétrica de atravessar o condutor.

Um tipo de resistência bastante utilizado é a PWM (Pulse Width Modulation) que se refere ao pulsar de um sinal digital em um condutor. Ele é considerado um tipo de resistência, porém voltado para pulsos digitais. Além disso, ela pode ser utilizada para simular uma tensão estática variável, sendo aplicada no controle de motores elétricos, LEDs e aquecedores.

Como utilizar resistência elétrica na indústria?

A resistência pode ser utilizada de várias maneiras, principalmente por conta das diferes formas de propagar calor. Com a resistência elétrica tubular, é possível aquecer líquidos, gases e soluções, que são amplamente usados na linha de produção dos produtos da indústria. Elas conseguem aquecer a cerca de 450 °C.

Outro tipo de resistência usada é a de cartucho, que também pode ser aproveitada na indústria. Ela é normalmente utilizada em máquinas de corte, equipamentos de empacotamento, soldas, aquecimento direto, estampas, entre outras finalidades. Esse tipo costuma ser bastante resistente e ter uma boa vida útil.

Quais são os modos de propagação de calor?

Em relação aos modos de propagação de calor, existem variados tipos. O primeiro deles é a condução térmica, em que o calor é transferido por meio de uma interação subatômica entre cada partícula. Esse tipo de propagação é mais notada entre elementos sólidos, uma vez que a interação entre os átomos é maior, por estarem mais próximos.

Outro tipo de propagação de calor é o por convecção térmica, porém, ele só acontece em materiais fluidos, como líquidos e gases. Essa exigência é por conta da sua mudança de densidade ocasionada pela mudança de temperatura.

Um exemplo clássico dessa propagação de calor é quando esquentamos uma panela com água no fogão, o calor primeiro esquenta o líquido que está ao fundo. Essa água fica mais leve e sobe, enquanto que a mais fria chega ao fundo e começa a ser esquentada também.

Assim, entendendo o que é PWM e resistência elétrica, além de como ela pode ser utilizada na indústria, você conseguirá entender melhor sobre esse termo e conseguir aplicar o OHMs com mais sabedoria e em uma variedade de atividades para garantir segurança e eficiência em sua linha de produção.

Gostou do texto? Então compartilhe nas suas redes sociais para que mais pessoas conheçam esse termo!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *