Entenda o que é o termostato e como ele funciona

Entenda o que é o termostato e como ele funciona

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

Apesar de ser uma palavra conhecida, o entendimento sobre o que é termostato não é algo comum, principalmente com relação aos tipos de equipamentos e para que cada um é utilizado. O senso geral é que esse componente está ligado com a temperatura, geralmente, associado a aquecedores e geladeiras.

O termostato normalmente é associado aos aquecedores, geladeiras e motor de automóveis. Mas a maioria das pessoas não sabe dizer o que esse item realmente faz. Na realidade, ele controla o calor de diversos maquinários e dispositivos, tais como marmiteiros, aquários, chocadeiras, estufas, fornos, equipamentos de laboratório, ar condicionado, entre outros.

Ficou com dúvidas? Não se preocupe. Desenvolvemos este artigo para apresentar mais informações sobre o que de fato é um termostato, como esse componente funciona, quais são os principais tipos disponíveis no mercado e como devem ser utilizados na prática. Aqui, você vai descobrir quais são as características desses produtos, para que eles servem e como é o seu funcionamento.

Quer adquirir mais conhecimentos sobre o termostato e os benefícios que esse item pode trazer? Acompanhe!

O que é termostato?

O termostato é um componente utilizado na automatização dos processos, com a função principal de detectar variações de temperatura e corrigir essas amplitudes, mantendo a atmosfera dentro de uma faixa aceitável previamente programada.

Dessa forma, os termostatos estão presentes em diversos tipos de equipamentos, aparelhos e sistemas que precisam detectar e corrigir variações de temperatura de forma automática e eficaz. Sobretudo, são formados por dois componentes principais, que são os sensores e os reguladores.

Os sensores têm o objetivo de indicar a variação térmica sofrida pelo sistema, enquanto que os reguladores controlam essa oscilação e corrigem os desvios de temperatura, mantendo o ambiente dentro de um intervalo desejado.

Como os termostatos funcionam?

Os termostatos são planejados para o controle automático da temperatura gerada durante alguns processos. O instrumento detecta as variações de calor e faz correções para que ele permaneça ajustado em um nível considerado ideal para aquele equipamento. Ele faz parte de sistemas de aquecimento e de refrigeração, razão pela qual são essenciais em nosso dia a dia. Veja alguns detalhes!

Funções

Como apresentado, a função do termostato é controlar a temperatura para que ela atenda a certos limites pré-estabelecidos. O elemento responsável por essa manutenção é o regulador, que coordena o funcionamento de ferros elétricos, refrigeradores e muitos outros equipamentos.

Os termostatos reguladores ajustam a temperatura quente ou fria e acionam um circuito quando é necessário, pois é uma espécie de chave que liga e desliga o dispositivo. Já o termostato sensor monitora em tempo real o grau da temperatura e envia esse dado para um regulador, que por sua vez, emite o comando de desligar ou ligar o equipamento.

Ainda com relação ao elemento sensor, esse componente combina as variações de temperatura com as alterações de pressão, acionando os mecanismos corretores. A constituição de um recipiente de metal, cheio de líquido ou gás e ligado por um tubo fino a um bulbo é um exemplo desse dispositivo.

Assim, as variações de temperatura aturadas pelo fluido no recipiente principal são comunicadas ao bulbo a partir do tubo de ligação. Como o volume é fixo, a alteração nas faixas de controle provoca uma mudança na pressão, transmitindo para o elemento central.

Quando as duas funções são aplicadas em conjunto, permitem que equipamentos funcionem com precisão, eficiência e segurança. Com esses componentes em ação, não é necessário que alguém leia a temperatura e faça a regulagem, visto que a variação terá um limite predeterminado, o qual jamais será ultrapassado devido à função desempenhada pelo termostato.

Dessa forma, essa variação provoca uma alteração no volume do recipiente, aumentando ou diminuindo a temperatura como forma de compensação dessas amplitudes diferentes.

Características

Os termostatos são componentes simples e as suas características dependem do tipo de dispositivo: mecânico, digital, bimetálico etc. Conforme a tecnologia avança, são acrescentadas novas funções que aprimoram o funcionamento deles. Alguns são compostos por chapas de metal fundidas de latão, ferro, aço ou cobre e outros funcionam pela pressão de gases.

Cada tipo de material tem um coeficiente de dilatação distinto para curvar essas chapas e impedir a passagem da corrente. Já os componentes mais modernos contam com softwares que calculam a menor maneira para manter a temperatura estável e ligam ou desligam um interruptor eletromecânico.

Sistema

O sistema de alguns termostatos serve para a correção da temperatura por meio de mecanismos corretores. Outros dispositivos têm sistemas air control, que oferecem respostas às alterações na pressão no tubo de controle e ativam o resfriamento ou aquecimento caso seja preciso.

O termostato é ligado a um circuito e se o resfriamento estiver abaixo do limite, ele fecha o contato e ativa as resistências até que a temperatura seja novamente ajustada. Porém, se o controle se der pela ventilação, quando o calor excede o máximo preestabelecido, o contato será fechado e a refrigeração ativada.

Quais são os principais tipos de termostato?

Existem diferentes tipos de termostatos que são utilizados em diversos equipamentos, de acordo com os limites de temperatura de trabalho e as condições de uso do componente dentro do sistema de aquecimento ou resfriamento.

Separamos, a seguir, os principais tipos de termostato que são encontrados no mercado, de acordo com suas funções características e com o local onde devem ser utilizados. Confira!

Termostato mecânico

Esse é o termostato que funciona a partir de sensores não eletrônicos. Os exemplos mais clássicos desse tipo de componente são os que utilizam o princípio de pressão dos gases e os bimetálicos.

Bimetálico

Esse termostato faz uso de duas chapas fundidas, compostas por metais diferentes. Cada uma é formada por um material com um coeficiente de dilatação distinto, ou seja, uma capacidade de expansão diferenciada de acordo com o aquecimento empregado.

Geralmente os metais usados nesse sistema são cobre, ferro, aço ou latão, dependendo da função a ser desenvolvida. Por serem formadas por materiais diferentes, cada chapa expande ou comprime de forma distinta, fazendo com que uma fique menor do que a outra e, consequentemente, o conjunto se curve para o lado menor.

Posteriormente, coloca-se um contato elétrico na ponta do conjunto, mantendo a passagem de corrente quando atingida a temperatura correta. Caso haja variação no sistema, as chapas se curvam e desencostam do contato, impedindo o fluxo de elétrons.

Sensor de temperatura a gás

Esse tipo de termostato faz uso do princípio da dilatação dos gases. Um gás ideal sofre expansão quando aquecido, mas, em local confinado, há a manutenção do seu volume e aumento da pressão. Assim, o sensor de temperatura a gás mede a pressão interna do sistema e consegue determinar a atmosfera correspondente de acordo com a unidade registrada.

Termostato digital

Por fim, os termostatos digitais têm diversas variações de acordo com a região. Esses componentes utilizam sensores eletrônicos, como os termopares e termistores.

Os termistores são itens que, de acordo com a temperatura em que estão, variam a sua resistência elétrica. Nessa situação, quanto maior for a atividade dentro do sistema, menor será a resistência registrada.

Assim, a partir do registro do termistor, é possível determinar a temperatura em que o ambiente se encontra. Já os termopares são equipamentos que utilizam um conjunto de dois filamentos metálicos de materiais diferentes, unidos pela extremidade um do outro.

Dessa forma, os termopares registram a mudança do potencial elétrico de suas pontas a partir da variação da temperatura, possibilitando a medição. Sobretudo, são compostos de materiais variados, sendo que cada termostato é mais ou menos indicado de acordo com a função que estará exercendo e a amplitude de oscilação.

Como utilizar adequadamente esses componentes?

Os termostatos são componentes que facilitam o controle de temperatura a partir de diversas aplicações. No entanto, existem alguns cuidados que devem ser observados para que o sistema de refrigeração ou aquecimento opere com o máximo de eficiência possível.

Nessa perspectiva, listamos a seguir algumas das principais considerações que devem ser observadas durante o manejo e uso desses equipamentos.

Conheça o produto

Dominar as características do termostato é essencial para o uso adequado desse componente. Por isso, ler os manuais descritivos é uma forma simples de evitar transtornos e saber quais são as funções do equipamento e como configurá-las, sem causar falhas de operação.

Posicione adequadamente o sensor

O sensor é um elemento do termostato já discutido, que identifica a temperatura do ambiente e a envia ao componente. Por isso, dependendo do local onde o equipamento é posicionado, pode haver divergências durante o registro dessa medida, afetando o controle das características.

Assim, o posicionamento dos sensores em regiões próximas a ventiladores ou resistências elétricas, por exemplo, interfere diretamente na leitura e afeta o bom funcionamento do termostato. O mais indicado nessas situações é contar com um profissional especializado para realizar a correta disposição do componente, a fim de obter menores gastos de energia e mais eficiência.

Siga as recomendações de uso

As especificações dos termostatos indicam condições ideais de uso e funcionamento desses equipamentos. Sendo assim, submeter esses aparelhos a situações adversas aos seus limites de operação pode causar danos irreparáveis.

Por isso, custos desnecessários com manutenções corretivas podem ser minimizados a partir da observação das circunstâncias ideais de operação. Essas medidas incluem cuidados com uso e limpeza do aparelho e redes elétricas estáveis.

Escolha o equipamento ideal

Existem diversos tipos de modelos de termostatos disponíveis no mercado, sendo muito comum um gestor ficar em dúvida no momento da aquisição desse produto. Geralmente essas questões são acompanhadas pelas incertezas quanto à necessidade de escolha de um equipamento mais simples ou mais sofisticado.

Sobretudo, o produto mais indicado é aquele que se adequa perfeitamente à sua aplicação e forma de uso, apresentando uma boa durabilidade e ótimo custo-benefício para a organização. Saber quais são as vantagens de cada modelo e como ele se encaixa na sua linha de produção é uma alternativa ideal para o caso.

Utilize a tecnologia a seu favor

Existem situações em que o controle de temperatura deve ter o máximo de precisão possível. Em câmaras de preservação de vacinas, por exemplo, os registros devem ser feitos periodicamente, acompanhando as variações e garantindo boas condições para utilização.

Por isso, os termostatos mais sensíveis são os mais indicados nesses casos, controlando eficazmente a temperatura e mantendo um sistema de monitoramento constante.

Ter conhecimento sobre o que é termostato pode ser um verdadeiro diferencial para as empresas que utilizam massivamente esse componente. Existem diversas opções disponíveis no mercado, variando suas funcionalidades, materiais usados na fabricação e condições de operação.

Tenha cuidado com a instalação

Esse cuidado vai evitar problemas no funcionamento do termostato. Não utilize ferramentas inapropriadas ou muito próximas do tubo capilar, tendo em vista que elas poderão danificar o dispositivo. Não dê pancadas ou choques e nem dobre os terminais elétricos. Evite quedas e tenha certeza de que a ligação elétrica esteja correta por que a inversão interfere no funcionamento do item.

Seguir as orientações de aplicação e contar com profissionais qualificados para a escolha ideal do equipamento são características de destaque para as organizações. No blog da IMC, empresa especializada em equipamentos elétricos que atua há mais de 50 anos no mercado brasileiro, você encontra informações sobre equipamentos termostato, de acordo com a sua necessidade.

Gostou do nosso artigo sobre o que de fato é um termostato e como esse equipamento funciona na prática? Então assine a nossa newsletter para ter acesso a outros conteúdos como este diretamente na sua caixa de entrada!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *