Veja 3 produtos para manutenção e como podem ajudar

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

Os produtos para manutenção são essenciais para alcançar o máximo desempenho de um parque fabril. Eles são necessários para que o processo de manutenção ocorra da melhor forma possível, independente do tipo de manutenção que esteja ocorrendo. Assim, pode-se operar com o menor tempo de máquina parada possível.

E é para tornar isso mais claro para você que trouxemos este artigo. Ao lê-lo, você entenderá a importância desse exímio departamento, bem como também saberá quais são os tipos de manutenção existentes. Por fim, conhecerá os principais produtos e poderá contar com um parceiro de qualidade em resistências industriais.

Não perca tempo, confira agora mesmo!

Qual é a importância da manutenção industrial?

Toda empresa que conta com um parque fabril precisou dispender recursos para montá-lo. Além disso, é fato que esta parte da organização constitui um ativo mobilizado, falando do ponto de vista contábil. Ponto importante a frisar é sua característica depreciativa, pois o valor investido vai se perdendo com o passar do tempo.

Tudo isso demonstra a importância que se deve ter com as máquinas de uma indústria, pois elas representam dinheiro vivo em primeira instância, ou seja, capital alocado. Além disso, elas são as grandes forças motrizes da companhia, pois são elas as responsáveis por efetuar a produção propriamente dita. Sem o seu trabalho, não existe produto, nem venda, nem faturamento.

Manter esse parque fabril em funcionamento é, portanto, o coração e alma do departamento de manutenção. Em um primeiro nível, a manutenção tem a relevância de manter o parque de máquinas em pleno funcionamento. Se a produção parar, a empresa pode quebrar, pois provavelmente não cumprirá seus compromissos de entrega.

Em uma ótica mais apurada, a manutenção tem papel imprescindível na preservação do capital empregado. Isso pode ser constatado porque um parque de máquinas com os processos manuteníveis em dia funciona melhor, produz mais e deprecia menos. Além disso, a quantidade menor de quebra do maquinário faz com que o desempenho financeiro alcance níveis memoráveis.

Quais são os tipos de manutenção existentes?

No Brasil ainda permanece a cultura de “apagar incêndio”. Isso significa que a manutenção só intervém quando o equipamento está quebrado. Isso é um grande problema, pois a manutenção corretiva é a mais cara de todas. No entanto, existem outras formas de trabalhar. Acompanhe agora!

Manutenção preventiva

Este tipo de manutenção pode ser considerada aquela que representa ações de cautela na companhia. Ela é focada em acompanhar o tempo de trabalho de peças e componentes passíveis de troca, evitando que aconteçam quebras por funcionamento inadequado.

Trata-se, portanto, de uma manutenção que tem por finalidade reduzir as ações de cunho emergencial. Para que ela surta os efeitos desejados, deve-se ter um acompanhamento minucioso quanto aos itens substituíveis. Softwares de gerenciamento de manutenção são muito úteis neste caso.

Manutenção corretiva

Esta é a manutenção mais prejudicial que pode existir, pois costumeiramente é cara. Ela entra em cena quando um reparo precisa ser feito por ocasião de alguma quebra. Essas paradas são emergenciais e não programadas e levam a um maior tempo de máquina parada, além de gastos adicionais com logística emergencial.

Existe uma categoria de manutenção corretiva pouca falada e menos ainda explorada: é a manutenção programada. Ela acontece quando percebe-se um desgaste grande de uma máquina e a possibilidade de quebra. Então, programa-se uma parada para corrigir o problema.

Manutenção preditiva

Esta manutenção é uma estratégia bem consistente num planejamento manutenível. Seu objetivo é realizar checagens periódicas no parque fabril em busca de alterações significativas. Quando encontradas, trabalha-se para solucionar o problema.

Para que haja sucesso, o nível de detalhamento deve ser considerável. O mapeamento tem que ser bem-feito e o planejamento estritamente seguido. Inspeções periódicas costumam resultar em bom ganho financeiro para a organização.

Quais são os 3 principais produtos para manutenção?

Grosso modo, têm-se três grandes produtos de manutenção num processo manutenível. Acompanhe a seguir.

1. Graxas e óleos lubrificantes

Estamos falando de máquinas, equipamentos e instrumentos. Normalmente eles são fabricados em aço ou alguma outra liga metálica. Além disso, não é raro que seu funcionamento se dê em regime de 24/7, ou seja, vinte e quatro horas por dia e sete dias por semana.

Assim, o procedimento de lubrificação é essencial, pois do contrário as peças estarão em grande fricção e rapidamente apresentarão desgaste prematuro. Após isso, a quebra é iminente. Portanto, as partes rolantes e rotativas devem estar bem lubrificadas com uso correto de graxa e/ou óleo, sempre obedecendo à indicação do fabricante do equipamento.

2. Peças de reposição

Inevitavelmente a reposição de peças ocorrerá. O trabalho do setor de manutenção é fazer com que isso ocorra no período esperado, ou seja, que não seja antecipado. Se a troca ocorrer em um período muito breve, o desempenho financeiro da empresa será impactado negativamente, pois mais peças deverão ser adquiridas.

No entanto, mesmo em manutenções exímias, a substituição é necessária em algum momento. Portanto, toda indústria deve ter seu estoque de reposição. Gerenciar bem esse estoque também é tarefa que aumenta o desempenho financeiro, pois o obsoleto gerado por altos volumes de estoque deve ser evitado.

3. Softwares de gerenciamento

No atual momento estamos migrando para uma nova era de atuação da indústria. Trata-se da adoção massiva de controle de processos industriais por meio da tecnologia. Estamos falando da indústria 4.0. Por isso os programas de computador tornaram-se um item presente na manutenção dos novos tempos.

O gerenciamento do processo manutenível pode ser feito via software. Isso melhora substancialmente o cumprimento do planejamento de manutenção. Os programas computacionais são capazes de otimizar esta tarefa e as empresas mais competitivas já o adotam como ferramenta essencial e indispensável.

Os produtos para manutenção são essenciais para alcançar o cumprimento ideal do planejamento anteriormente feito. Os produtos de consumo, como graxas e óleos, devem ser aplicados sempre segundo recomendação do fabricante. Já para peças de reposição, cada indústria deve atender sua especificidade. Para companhias que utilizam processo de aquecimento, o ideal é contar com as resistências da IMC Resistências Elétricas.

Conseguiu entender mais sobre manutenção? Então entre em contato para conhecer a forma como podemos lhe atender para sua correta reposição de resistências industriais

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *