Descubra como funciona uma placa refratária

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

A utilização de placa refratária remonta aos princípios de nossa civilização, quando o homem conseguiu manipular o fogo e, com isso, fabricar materiais resistentes a altas temperaturas. Para confinar o calor produzido e aplicá-lo a um processo produtivo, o uso das placas se torna essencial. A sua utilização é, portanto, muito larga nas indústrias.

Neste artigo você verá o que é um material desse tipo, além de conhecer as diferentes classificações dos materiais refratários existentes. Ao percorrer a leitura, você saberá melhor como é aplicada a placa refratária em diferentes segmentos da indústria. Por fim, saberá como escolher o melhor fornecedor. Confira!

O que são materiais refratários?

Esse tipo de material é caracterizado por possuir uma grande tolerância a altas temperaturas. Dessa forma, ele é utilizado em qualquer processo que requeira a manipulação de calor excessivo.

O processo de fabricação de alguns produtos requer aplicação desse tipo de material. Um exemplo bastante emblemático é o avião Concorde, o primeiro jato supersônico usado para transporte de passageiros construído pela humanidade.

A fabricação do jato só foi possível porque durante o seu processo de fabricação foi utilizado o material refratário mais leve que existe na natureza: o nióbio. Ele é consideravelmente raro, mas de forma curiosa existem algumas jazidas abundantes em território brasileiro.

Outro material bastante conhecido e de largo uso por suas características refratárias é a cerâmica. Geralmente, apresenta-se na forma de um óxido metálico, carbeto, boreto ou nitreto. A cerâmica usada como refratário divide-se em dois grandes grupos.

O primeiro deles é o grupo das cerâmicas tradicionais. Elas não possuem alta exigência de pureza, pois são usadas em processos menos refinados. Já o grupo das cerâmicas avançadas necessita de maior refino no processo de fabricação, pois a sua utilização requer um alto grau de resistência com pouca margem para eventuais erros.

Ademais, a cerâmica possui três classificações distintas. A primeira diz respeito à cerâmica vermelha e corresponde aos materiais cerâmicos que apresentam essa coloração. Podem ser citados os blocos utilizados na construção civil, além de utensílios e adornos domésticos, como vasos e esculturas.

A segunda classificação é a dos materiais de revestimentos. São utilizados para recobrir o interior de diferentes ambientes e apresentam-se em forma de placas. Os exemplos mais usuais são os porcelanatos, lajotas e azulejos.

Por fim, existem as cerâmicas avançadas, cuja aplicação se dá em processos de alta tecnologia. Por necessitarem de materiais de altíssima pureza, fazem uso desse tipo de material. Os setores aeroespacial, nuclear e eletrônica avançada são os grandes demandantes desse tipo de matéria.

O que é uma placa refratária?

Já a placa refratária consiste em uma peça que pode se apresentar em diferentes formatos e que tem como base de sua constituição um material refratário. Esse material, geralmente, é algum tipo de cerâmica. A depender do tipo de aplicação, ela pode ser adquirida pronta ou pode ser fabricada sob medida.

Esse tipo de placa é usada em processos que requeiram a aplicação de temperaturas igual ou superior a 500 °C. Além de possuir resistência a quente, ela apresenta uma ótima resistência à abrasão, à erosão e aos mais diferentes tipos de ataques químicos proporcionados por elementos sólidos.

Quais são as aplicações das placas refratárias?

Devido sua principal propriedade de resistir a temperaturas elevadas, as placas refratárias são utilizadas em processos que requeiram resistência ao calor. Dessa forma, elas são muito utilizadas como revestimento no interior de fornos, muflas e estufas.

Em processos maiores, costuma-se encontrar as placas refratárias na indústria da siderurgia. Os chamados alto-fornos precisam atingir temperaturas muito altas, pois somente assim é alcançada a fundição de diversos materiais, como o ferro. Isso é necessário para obter o ferro gusa.

Mas o uso de fornos não se restringe apenas à indústria da siderurgia. Fornos para queima de diferentes tipos de materiais são largamente usados, até mesmo em processos considerados mais simples. Um exemplo bem usual é o processo de queima de tijolos, usados na construção dos mais diferentes tipos de edificação.

Independentemente do produto fabricado, a real necessidade se concentra em confinar o calor no interior dos fornos pelo tempo que for necessário. Para conseguir esse feito deve-se revestir a parte interna do forno com um material que apresente estabilidade física e química quando submetido a uma temperatura muito grande.

Um bom exemplo desse tipo de aplicação é a Alumina, que quimicamente é o óxido de alumínio. Esse material é capaz de preservar suas propriedades físicas sem sequer sofrer deformação em temperaturas acima dos 2000 °C. Isso permite que sua característica isolante seja mantida, assegurando a continuidade do processo fabril.

Podemos citar ainda a placa refratária aplicada ao processo de sinterização, em panelaços de aço e gusa, em fornos de reaquecimento e elétricos a arco voltaico, no processo de calcinação, em tanques de recapagem e conversores.

Como escolher uma placa refratária de forma correta?

De nada adianta conhecer bem um processo produtivo e as aplicações de uma placa refratária se o material fornecido não apresentar a qualidade necessária. Nesse sentido, escolher um bom fornecedor se torna crucial para o sucesso da empreitada.

Para isso, convém realizar uma pesquisa de mercado a fim de encontrar uma empresa capacitada. Afinal, buscar indicações também é bastante útil nesse processo. Ponto muito importante na avaliação é procurar identificar a capacidade técnica da equipe de funcionários, pois serão essas pessoas que avaliarão a real necessidade de aplicação das placas.

Além disso, consulte o sistema de entregas da companhia e verifique se existem reclamações a respeito de atrasos na entrega dos produtos. Qualquer que seja o projeto, a sua execução deve contar com uma cadeia logística eficiente, sob pena de causar prejuízos a quem estiver comprando.

Ao precisar de uma placa refratária, você poderá contar com a IMC LTDA. A empresa já atua há mais de 50 anos no mercado nacional, fornecendo os mais variados tipos de resistências de uso comercial e industrial. A organização se destaca por promover a capacitação contínua dos colaboradores, além do aperfeiçoamento contínuo de seus processos e produtos. Com a IMC LTDA você terá o melhor produto refratário existente.

Gostou de conhecer a placa refratária? Entre em contato conosco e conheça a nossa linha de produtos baseados em materiais refratários!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *