Resistência para tambor: como funciona e quais os cuidados?

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

As resistências elétricas para tambores são utilizadas em dois tipos distintos de objetos: balde ou tambor. Esse dispositivo tem um mecanismo que funciona em virtude da pressão feita por uma cinta articulada de fixação ou um fecho. Dessa forma, o componente se ajusta com precisão ao tamanho do objeto que vai receber o calor transmitido.

Em decorrência disso, a energia térmica consegue se expandir pela superfície do tambor. As resistências para tambores são produtos criados para a transmissão rápida de calor para um objeto desejado. Neste post, vamos explicar como a resistência para tambor funciona e quais são os principais cuidados para se ter com ela, além de mostrar onde comprar e como escolher o dispositivo ideal.

Gostaria de compreender melhor as características da resistência para tambor e o seu funcionamento? Acompanhe a leitura!

O que é a resistência para tambor?

Resistência para tambor é um dispositivo que serve para o aquecimento de tambores e de baldes em geral. Os seus mecanismos são especialmente projetados para fornecer um aquecimento prático e rápido em decorrência da finalidade de sua fabricação. Ela pode ser empregada para o degelo e derretimento de graxas, controle de viscosidade de resinas semissólidas e sólidas.

Como a resistência para tambor funciona?

A resistência para tambor pode ser aplicada para descongelar resinas, aquecer melaço, massas ou gorduras de modo seguro e bastante eficiente. Cada modelo desse dispositivo conta com isolamento térmico padrão de modo que conserva o calor, diminui a dissipação da energia e elimina as possibilidades de desperdício ou ainda a ineficiência na atuação do sistema.

Quais são os principais cuidados para se ter com ela?

As resistências elétricas para tambores podem ser confeccionadas para projetos e personalizadas para utilizações específicas no universo industrial. Portanto, o seu nome a descreve com perfeição, tendo em vista que ela gera o aquecimento do tambor. Veja a seguir quais são os cuidados indicados no uso e manuseio desse dispositivo que é fundamental para a realização de vários processos industriais!

Ajuste o tamanho

Normalmente o dispositivo mais procurado no mercado é para tambores de 250 litros. Contudo, o tamanho da resistência elétrica para tambor pode ser ajustado de acordo com a sua necessidade pela empresa que solicita a fabricação desses dispositivos. Por este motivo, se você precisa de pouco ou muito aquecimento, fale com o fabricante que ele vai ajustar o componente para atender as medidas do tambor.

Atente-se à transmissão de calor

Saiba que é possível fazer vários comparativos antes de adquirir uma resistência elétrica para tambor, já que existem diversas opções à sua disposição. Identifique uma empresa especializada nesse ramo e fique atento à transmissão de calor efetuada pelo dispositivo que ela fornece. Por exemplo, as resistências criadas para tambores de 250 litros necessitam de uma amperagem forte para que os líquidos atinjam a temperatura ideal.

Faça a passagem de energia

Você poderá escolher uma resistência elétrica para tambor que realize a passagem de energia e faça o aquecimento a seco. O ambiente vai funcionar como uma estufa de secagem, visto que o dispositivo ficará no lado externo do objeto e deixará a sua parte interna livre para o uso. Nesse caso, haverá um espaço livre para a secagem dos componentes.

Esse tipo de resistência atende um número considerável de empresas que já substituíram ou vão modificar sua maneira de aquecimento. Os modelos servem para aquecer parafinas, água, líquidos corrosivos e produtos desengraxantes utilizados na lavagem de peças. A fábrica desses mecanismos oferece um tempo de garantia para esse dispositivo que maximiza a produção industrial. 

Observe os modelos de resistência para tambor

A cinta térmica ou resistência elétrica para tambores conta com excelente isolamento térmico, assegura a tranquilidade, agilidade e segurança em ambientes industriais. O dispositivo executa a transmissão do calor com eficiência, não importando qual seja o modelo escolhido, desde que esteja ajustado para cumprir a sua função e continue em pleno funcionamento.

Existem dois modelos distintos para a resistência de tambor: digital ou analógico. A opção feita pelo usuário elimina deficiências decorrentes da falta ou excesso de calor durante os processos e possibilita o uso para aplicações apropriadas. Os dispositivos são antioxidáveis e confeccionados com atenção às mais variadas normas de fabricação, as quais são rigorosas para que eles tenham vida útil prolongada.

Entenda as propriedades do material

O dispositivo é confeccionado em chapa de aço inox, fabricado em duas partes, com ou sem travas de fixação. O usuário pode escolher se quer as orelhas para fixar ou deseja adicionar um termostato com sinalizador para ligar e desligar. Essa peça pode também ser blindada e desenvolvida conforme o pedido do seu comprador.

A resistência elétrica para tambor tende a ser fabricada com isolamento interno em cerâmica. Consequentemente, a sua capacidade de aquecimento poderá ser duplicada. Os fabricantes conseguem dobrar a temperatura do dispositivo para que ele ofereça um aquecimento mais ágil eficiente. Após ser aquecido, ele vai manter a sua temperatura durante um tempo.

Isso ocorre porque a resistência para tambor costuma atuar enquanto está desligada, tendo em vista que a cerâmica retém a caloria por bastante tempo. Caso a temperatura diminua, o termostato vai acionar novamente o dispositivo que voltará a aquecer, razão pela qual essa peça é indispensável para garantir a economia de energia na indústria 5.0.

Esteja atento aos dois tipos de temperatura diferentes

As resistências de tambor podem ser fabricadas com controle de temperatura distintos, conforme as propriedades do material usado em sua confecção. Sendo assim, contam com um termostato e em função do volume de material a ser aquecido podem demorar até 30 minutos para alcançar o calor ideal. Os termostatos podem atuar com 50 a 350 ou 0 até 120 graus Celsius. 

Existem organizações que fabricam essas resistências, bem como desenvolvem e vendem projetos para indústrias do Brasil inteiro. Opte por uma empresa fornecedora que esteja sempre se aprimorando, melhorando a qualidade final dos seus produtos e oferecendo o melhor atendimento aos seus parceiros. Procure identificar profissionais que produzam dispositivos sob medida para casos específicos. 

Entendeu como funciona e quais os cuidados a serem tomados com a resistência para tambor? Saiba que a IMC é a empresa mais indicada para o fornecimento desse tipo de dispositivo. Essa organização é especialista na confecção dos componentes usados no aquecimento industrial e está presente nesse mercado há mais de 50 anos. 

Deseja conhecer melhor as resistências fornecidas pela IMC? Acesse o site e confira todos os produtos disponíveis!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *