3 dicas de como fazer uma gestão de manutenção da melhor forma

produtos-imc-resistenciasPowered by Rock Convert

É dever de qualquer empresa se preocupar em garantir para que os equipamentos e os maquinários estejam em boas condições de uso, para assim, manter o padrão de qualidade dos produtos. A gestão de manutenção é um procedimento que influencia, diretamente, no crescimento de uma organização e deve ser praticado constantemente.

Equipamentos quebrados ou que apresentam algum defeito não produzem com a mesma qualidade daqueles que se encontram em perfeito estado de operação. Uma boa gestão estratégica de manutenção tem como foco identificar maneiras que possam otimizar o uso dos equipamentos, aumentar a produtividade e diminuir os prejuízos e desperdícios.

Neste artigo, vamos mostrar a melhor forma de fazer essa gestão para evitar danos aos aparelhos e garantir mais eficiência ao negócio. Confira e boa leitura!

Dicas para uma gestão de manutenção eficiente

A performance dos equipamentos e dos maquinários de uma empresa impacta, diretamente, na produtividade dos funcionários e no valor final dos produtos. Por isso, a gestão de manutenção deve receber atenção especial no planejamento da rotina de uma organização. Separamos algumas dicas para fazer um bom gerenciamento.

1. Monitore o estoque de manutenção

É fundamental as empresas terem o controle do estoque de manutenção para garantir a rapidez na correção de problemas apresentados pelas máquinas. Por isso, é essencial saber exatamente quais peças estão disponíveis e onde encontrá-las no estoque. Perder tempo ao procurar peças que, muitas vezes, não sequer ainda existem no depósito, diminui a produtividade e aumenta os custos com a manutenção. 

2. Controle a disponibilidade de mão de obra

Saber as condições de disponibilidade de mão de obra é fundamental para obter com mais exatidão dados importantes, como controle de horas extras e de ausências dos colaboradores. Sem essas informações fica complicado programar os serviços de manutenção, consequentemente leva a falhas na gestão do cumprimento de metas e prazos pré-determinados, devido à falta de mão de obra no momento do reparo.

3. Administre os custos de manutenção

Um grande diferencial das empresas é conseguir produzir com eficiência e gastar pouco. Por isso, a gestão dos custos de manutenção feita de forma adequada é vital para qualquer organização. Por meio de um planejamento bem definido, é possível mensurar os custos com manutenção, de mão de obra terceirizada e ter o controle do orçamento de operações básicas, como compra de peças e funcionários próprios.

Nesses casos, o recomendado é o uso de um software para fazer automaticamente a gestão de todos os custos envolvidos em cada etapa do serviço, do simples até o mais complexo. Esses programas fazem desde a programação das manutenções até a incorporação de compras e peças nos serviços realizados.

A importância da resistência dos equipamentos

A resistência elétrica dos equipamentos é essencial para fazer com que eles funcionem de forma adequada, bem como suportem a carga de eletricidade extra e evitem entrar em curto circuito ou parar de funcionar. Isso garante mais segurança aos colaboradores e eficiência no funcionamento dos aparelhos de uma instituição.

Portanto, manter uma boa gestão de manutenção é essencial para garantir a qualidade na produção, conferir lucros e evitar prejuízos. Controlar o estoque de peças para reposição, treinar e capacitar os funcionários da área e usar as resistências adequadas para cada tipo de equipamento são estratégias fundamentais para aumentar a produtividade de qualquer empresa.

Ter bons fornecedores é algo essencial para conferir mais qualidade aos produtos oferecidos pelas empresas. Saiba como encontrar excelentes prestadores de serviços e garanta parcerias de sucesso!

Gostou do texto?

Faça seu cadastro e receba todas as novidades do blog no seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *